8 dicas para um melhor projeto de marcenaria

Nessa quarentena devido à Covid-19 estamos vendo muitas pessoas aderirem novos projetos e tendo uma relação mais próxima com os objetos da sua casa e que influenciam seu entorno. Se você é uma dessas pessoas, deixamos aqui 8 dicas super legais para você melhorar seu projeto e ter resultados mais criativos.



1- Faça um briefing bem feito


Todo bom projeto começa com um briefing, ou traduzindo livremente, detalhamento sobre o que um projeto deve seguir. Nesse momento deve-se especificar quais características e restrições de tal objeto: por exemplo:


Cadeira que ficará na varanda, deverá ter tema "praia", será feita de madeira e atenderá às dimensões máximas de 1000(L) x 500(P)mm.


O exemplo acima é uma noção básica de que é um briefing. É claro que este pode e deve ser bem mais detalhado para que o projeto atenda bem às necessidades de quem o utilizará posteriormente.


Dica para um briefing: faça uma lista com requisitos, restrições e objetivos.



2- Crie um moodboard com suas inspirações e referências de mercado


Antes de começar a pensar em como deve ser a forma do seu móvel / objeto pesquise pelo o que tem sido feito. Se você pretende fazer uma cadeira de praia, para manter o exemplo, pesquise por cadeiras de praia já existentes buscando inspiração.


As boas idéias não saem de gênios que ficam pensando sozinhos em um quarto escuro, mas sim de pessoas que estão abertas à novas possibilidades e enxergando o que já existe como forma de aprimoramento.


painel de inspiração

Além de referências de mercado também é legal buscar imagens que inspiram independente de serem cadeiras. Então, se você está buscando o tema "praia" procure por imagens, texturas, estampas, momentos, cores, materiais tudo o que pode te remeter ao tema e ao seu futuro objeto. Isso poderá ser muito útil para definir aspectos do seu produto.


Lembre-se de salvar suas referências e inspirações em um lugar de fácil visualização, criando um moodboard, ou painel de inspiração, para seu projeto. Um dica legal é utilizar o Pinterest. Veja o Pinterest da Semente e como pesquisamos para nossos projetos.



3- Expanda suas alternativas e não fique na primeira ideia


Você não precisa saber desenhar, mas tente se comunicar e se fazer entender através de esboços e rascunhos. Rabisque, e rabisque muito! Isso servirá para deixar registradas as suas ideias e você poder ir visualizando o caminho tomado e mostrar para outras pessoas em busca de opinião.

O caderno de um designer e criador e algo muito confuso, as vezes caótico, com várias alternativas para o mesmo projeto, mesclando opções, tamanhos, formas. Tudo isso fará seu projeto evoluir em busca do que você irá considerar o ideal.


Exemplo de rascunhos para desenvolvimento de produto

Determine um prazo e faço quantas alternativas vierem à sua cabeça, quanto mais melhor! A primeira ideia pode até ser a melhor que você terá, mas para validar isso você precisará de dezenas, quem sabe centenas de outras ideias para legitimá-la.



4- Tenha sempre em mãos as dimensões dos objetos que serão inseridos no contexto


Para o móvel atenda as expectativas criadas pense no contexto que ele estará inserido, quais objetos ele poderá guardar, como o será transportado e por onde ele irá entrar.


Tenha cuidado para que seu objeto entre na porta do ambiente que ele ficará. Se for utilizá-lo para armazenamento de objetos, todos estes deverão ter suas medidas consideradas na fase de concepção para que caibam com facilidade e da melhor forma. Se for ficar em determinado ambiente, verificar como ele será transportado e se necessitará de ser montado no local.


Tenha sempre um instrumento de medida à mão na hora de projetar.



5- Pesquise por materiais e ferragens antes de definir um projeto


Antes de definir a parte funcional e estética de um projeto, procure pelas ferragens e materiais que irá usar. Verifique se estes estão disponíveis em comércios próximos à você ou se você terá muito trabalho e gastará muito em consegui-los.



Muitas das vezes procuramos na internet materiais e ferragens que nem existem no Brasil e baseamos nossas decisões nelas. Quando nos damos conta que elas não estão disponíveis temos de adaptar todo um projeto já finalizado. Portanto definir e saber os valores antes é uma forma de proteger seu projeto.



6- Faça desenhos em escala usando papel milimetrado


Definida a forma e as dimensões que seu objeto terá, vale a pena desenhá-lo em escala usando papel milimetrado. fazer um desenho em escala é simplesmente usar as medidas reais divididas por um mesmo denominador, ou seja, divida todas as medidas por 2, por 10, por 100, um denominador suficiente para que caiba no papel e tenha uma tamanho que seja bom de observar.



O desenho em escala te permitirá saber exatamente as proporções que um móvel terá quando pronto. Diferente do desenho livre, onde as proporções saem da nossa imaginação, quando colocamos as medidas as proporções podem ser alteradas, mudando completamente o aspecto estético de um objeto. Por isso faça vistas frontais, laterais, e outras que forem necessárias para que você visualize o seu objeto de maneira correta.


7- Deixe folgas em relação a construção civil


Se for fazer um móvel sob medida ou embutido, tome cuidado ao tirar as medidas da sua casa, ou do lugar em que ele ficará. Muitas das vezes a construção civil consegue nos enganar e dificultar a montagem dos móveis. Paredes fora do prumo, cantos fora de esquadro, embarrigamento, tudo isso pode atrapalhar muito a confecção desse tipo de móveis.


Portanto é prudente deixar folgas de no mínimo 1 cm. Os espaços sobressalentes podem depois ser preenchidos de maneira que os esconda.



8- Compartilhe em suas redes sociais o resultado


Por último e não menos importante compartilhe o resultado do trabalho com amigos, vizinhos e em suas redes sociais. Absorva possíveis críticas de maneira positiva e leve as palavras de incentivo com muito orgulho, isso te dará estímulo para novos projetos!

20 visualizações